Página Inicial > Arquitetura > Balanço residencial

Balanço residencial

 

     O desejo de morar mais perto do trabalho, mas com a mesma privacidade que tinham quando viviam no subúrbio, foi o que levou o casal  Bob e Kim Zielinski – donos de uma fábrica de vidro na cidade de Pittsburgh, EUA – a tirar da própria cabeça a ideia para construir a casa onde agora estão. Feita em cima do telhado da empresa, a morada se projeta sobre a avenida vizinha, chegando a fazer sombra na linha do trem que passa ali ao lado. De brinde, ainda oferece uma vista panorâmica para a cidade, conhecida por sua tradição industrial.

     Com os filhos já criados, Bob e Kim resolveram percorrer as margens do rio Monongahela tirando fotos de antigas estruturas fabris de ferro para buscar inspiração para o novo lar. Levou um tempo até perceberem que a melhor solução não era comprar um terreno próximo, mas de fato morar em cima da fábrica da família.

     Faltava saber como. Para descobrir, o casal contatou diversos arquitetos, até chegar a Eric Fisher, da Fisher Architecture. O americano propôs uma ousada solução de estrutura em cantiléver – nome que se dá às vigas que se projetam para fora, sustentadas apenas em uma das extremidades, criando o que os arquitetos chamam de balanço. Neste caso, um enorme balanço.

     A obra nada convencional demorou três anos para ficar pronta, e precisou até de uma equipe especializada na construção pontes, acostumada a estruturar esse tipo de edificação. O resultado é um  volume suspenso de 16 metros de comprimento, que abriga quarto, salas e a cozinha aberta. Da extremidade do balanço, o enorme plano de vidro da sala de estar emoldura a paisagem formada pelo rio, pontes e trilhos de trem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     Inspire-se!

     Fontes: Casa Vogue on line e Fisherarch.com.

Arquitetura , ,

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.