CANTINHO DO MEU JEITO!

16, abril, 2014

 

Imóvel alugado também pode ter sua cara sem você precisar fazer grandes reformas!

Os inquilinos, geralmente, não querem modificar muita coisa no imóvel, pois, na hora que o contrato termina, o proprietário exigirá que o apartamento ou casa esteja exatamente como estava no momento em que foi alugado.

Tanto para evitar maiores gastos futuros e também para não deixar de ter uma casinha do seu gosto, existem formas de driblar essa questão de forma muito prática, simples e divertida. São diversos os recursos para montar o seu “cantinho” do jeito que você quer.

Confira algumas dicas:

COZINHA

Uma ótima opção para cobrir azulejos que estão feios, por exemplo, é usar adesivos. Você não precisará quebrar nada e ainda vai deixar o ambiente novinho com essa repaginada super prática. Há uma grande variedade de adesivos lindos e fáceis de aplicar.

adesivo-azulejo-hidraulico-classico Leia mais…

Sem categoria

INVESTIR EM IMÓVEIS

10, abril, 2014

 

Está pensando em começar a investir em imóveis ? Realmente, pode ser um grande negócio, porém, é fundamental ter conhecimento sobre o que pretende investir e quais são seus objetivos, para que o seu desejo se concretize.

Existem algumas regras básicas para investir em imóveis e algumas dicas valiosas que vão ajudar na hora da sua escolha.

1- Um imóvel para investimento precisa ter apenas potencial para dar lucro. Não precisa ser esteticamente do jeito que você quer, pois o que você deve considerar é o negócio. Deve ser analisado apenas pelos seus números. Sua opinião pessoal sobre localização, quantidade de cômodos, por exemplo, não é relevante neste caso, pois você não está comprando uma casa para morar e, sim, algo para investir. Então, o que realmente importa é a opinião do mercado imobiliário sobre o seu imóvel. Se o mercado imobiliário está aquecido e se há grande demanda por imóveis na região onde seu imóvel se encontra, com certeza, conseguirá torna-lo fonte de renda.

2- O objetivo principal do investimento imobiliário consiste mais em obter lucro e menos em adquirir um bem.

3- Você deve reconhecer o momento certo de comprar. Preste atenção às boas oportunidades para conseguir um imóvel abaixo de seu valor de mercado. A melhor forma de saber se um imóvel está sendo oferecido a um bom preço é observar o valor médio de outros imóveis na região.

4- Outro fator de grande importância é observar o potencial de valorização da região. A localização do imóvel pode ser a chave do sucesso de seu investimento. Determinadas regiões possuem um potencial de valorização maior do que outras. A infraestrutura disponibilizada e futuros investimentos na região devem sempre ser considerados no momento da escolha de onde investir. Além disso, a finalidade do imóvel deve ser compatível com a sua localização. 

investir em imoveis

Mercado Imobiliário

COMPRAR OU ALUGAR UM IMÓVEL?

4, abril, 2014

 

Dúvida muito comum entre milhares de famílias. Mas, existem algumas questões que são fundamentais e devem ser analisadas antes da decisão mais oportuna.

Renda mensal e contexto familiar são quesitos importantíssimos na hora de decidir o que deve ser feito.

A facilidade de crédito disponível no mercado habitacional, oferecendo juros mais baixos, financiamento facilitado, faz com que muitos prefiram pagar parcelas de algo que será seu, em vez de gastar dinheiro num imóvel que não é próprio. Porém, essa escolha só terá vantagem se o contexto familiar for estável em termos econômicos e geográfico. Se não há nenhuma perspectiva de mudança e a renda familiar não corre riscos, sem problemas. Quem puder aproveitar esses benefícios do financiamento e tiver estabilidade econômica, sem dúvidas, afinal, pagar por um bem que será seu é uma garantia futura.

No caso dos jovens recém-casados, por exemplo, alugar um imóvel é a opção mais adequada, pois muitos ainda estão construindo a carreira profissional e estruturando a família. Podem surgir propostas de trabalho, viagens e, assim, o financiamento da casa própria não o impedirá de abrir o leque de oportunidades.

De qualquer forma, independentemente se for alugar ou comprar, você deve se preocupar com o comprometimento da renda familiar. Gaste, no máximo, entre 25% e 30% da renda ganha com a despesa.

Comprar ou alugar

Mercado Imobiliário

PREÇOS EM DESACELERAÇÃO

3, abril, 2014

 

No Brasil, preços dos imóveis à venda caem pela quarta vez seguida.

Em março, o Índice FipeZap , que calcula o custo médio do valor do metro quadrado anunciado para venda em 16 cidades brasileiras, subiu 0,64% no Brasil. Em 12 meses, a alta foi de 12,9%.

No Rio: 1,03% em março, 1,08%, em fevereiro, 1,2% em janeiro e de 1,28% em dezembro. No acumulado dos últimos 12 meses, a capital fluminense acumula 14,9%.

No primeiro trimestre do ano, o Rio liderou as altas do país, com elevação de 3,35%, sendo que, em 2013, o acumulado havia sido de 3,7% nos três primeiros meses. A média nacional do trimestre é de 1,99%. No ano passado, no mesmo período, foi de 2,8%. A segunda maior variação no primeiro trimestre foi em Vila Velha, no Espírito Santo (3,22%), seguido por Niterói (2,8%).

Piratininga

Mercado Imobiliário

PORTABILIDADE NO FINANCIAMENTO COM FGTS

28, março, 2014

 

A portabilidade dos créditos bancários – transferência de financiamentos para outros bancos – é uma prática que vem crescendo no mercado e estimula a concorrência entre as instituições financeiras pelas melhores taxas de juros e administração.

Agora, esse instrumento será estendido aos financiamentos habitacionais com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), através da medida aprovada em 19 de março de 2014 em reunião do conselho curador do FGTS.

Na regulamentação da portabilidade de crédito efetuada pelo Conselho Monetário Nacional, não constavam as condições de financiamento com recursos do FGTS. A Caixa Econômica Federal, banco operador do fundo, ficou responsável por regulamentar a medida. Após as mudanças legais, que demorarão aproximadamente dois meses, a medida entrará em vigor para os mutuários.

Segundo o Ministro do Trabalho e Presidente do Conselho Curador, Manoel Dias, essa novidade na portabilidade será um incentivo na redução dos juros bancários e proporcionará ao trabalhador a possibilidade de escolher a instituição que ofereça condições melhores de financiamento.

Portabilidade

Financiamento